Sweet February*

Julho 01 2008

Sinto o paradoxo a tomar conta de mim, o espaço vazio torna-se escuro e tudo o resto me parece distante.

As palmas das mãos suadas fazem-me levitar num turbilhão de quentes calafrios, remexi na caixinha. Não encontrei nada.

O escuro obsessivo da esquina do eterno tornou-se num sujo molhado, num apertado buraco de nada, e nem os pés se moveram de medo quando me atacou o encosto desamparado da droga que me possuí todos os sentimentos, atacou-me todo o espaço vazio delinquente que me protege a visão.

E se não fosse o vento a reavivar-me a vida, os sentidos, as palavras e os lábios, morreria seca, num beco escuro.

 

 

No desespero de fraqueza, que ninguém tem necessidade de entender.

publicado por Sweet January às 20:13
Tags:

De
( )Anónimo- este blog não permite a publicação de comentários anónimos.
(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

"Be the change you want to see in the World..." Mahatma Gandhi
mais sobre mim
Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
24
25
26

27
29
30
31


favoritos

Aprender

pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO